18 de maio de 2014

Reformatório


“Estive conversando com uma conhecida minha sobre algo que ela andou lendo, e que sugeria não ser correto falar-se em filosofia da linguagem, mas em filosofia e linguagem... E eu cá, fico só com a mão sob o queixo, pensando que belo disparate sempre acaba armando esse pessoal munido dessa inconsequente sanha reformadora de tudo. Talvez não se demore tenhamos que trocar livros e expressões como pedagogia do oprimido por pedagogia e oprimido e História do Brasil por História e Brasil... é isso.”


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0 Comentários
Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário