Para ver

Nesta seção, fazemos algumas sugestões de filmes em DVD e Blu-ray, alguns nada convencionais.


14 de setembro de 2012

Jeremiah Johnson


Blu-Ray – Título nacional: Mais Forte que a Vingança
Direção: Sydney Pollack
Elenco: Robert Redford, Will Geer, Delle Bolton, Josh Albee, Joaquín Martínez, Allyn Ann McLerie, Stefan Gierasch, Richard Angarola, Paul Benedict...
País: EUA
Ano: 1972
Formato de tela: Widescreen 2.35:1
Cor: Colorido
Idioma: Inglês
Audio: Inglês, Português, Francês, Espanhol, Alemão...
Legendas: Inglês, Português, Francês, Espanhol, Alemão...
Duração: 115 min.
Distribuidora: Warner Bros
Extras:
- Comentários de Sydney Pollack, John Milius e Robert Redford(sem legendas)
- The Saga of Jeremiah Johnson (10:43/legendas Pt-Br…)
- Trailer (sem legendas)


Finalmente, para a alegria dos cinéfilos, o Blu-Ray começa a se firmar no mercado como a mídia que substituirá definitivamente o DVD. No Brasil, a cada mês tem crescido o número de filmes lançados em mídia Blu-Ray e a maioria das distribuidoras do país já aderiu à tecnologia. Como já era de se esperar, entretanto, alguns gêneros estão sendo lançados em ritmo muito mais lento que a maioria. Nesse caso enquadra-se o western, que timidamente tem começado a ofertar títulos importantes, mas ainda muito longe do volume esperado pelos amantes do gênero. Nos últimos dias, a turma que curte um bom western foi agraciada pela Warner com o lançamento de Jeremiah Johnson/1972, um belo filme da linha ecológica do gênero, dirigido por Sydney Pollack e que inspirou a criação, em 1974, de Ken Parker, a famosa personagem western dos quadrinhos, pelos italianos Giancarlo Berardi e Ivo Milazzo. Para aqueles que não o assistiram, o filme narra a história de Jeremiah Johnson, um ex-combatente da guerra rumo ao território mexicano, no século XIX, que procura nas geladas e praticamente intocadas Rocky Mountains uma espécie de refúgio da loucura da civilização, buscando viver mais consigo mesmo e com a natureza em seu estado selvagem. Com uma bela fotografia, uma trilha sonora impecável, roteiro interessante e atuações convincentes, é esta uma boa pedida para uma noite fria de inverno. Mas, se você só puder assisti-lo em um dia quente, não se preocupe, o filme pode transportá-lo para uma atmosfera acolhedora, como dentro de uma velha cabana, na imensidão branca da neve montanhesa.

Quanto à edição não chega a ser de luxo, mas, ainda assim, é muito bem vinda, em se considerando a penúria que se vê na área quando o assunto é western, e, nesse caso em especial, pelo fato de o DVD anteriormente lançado pela Warner ser horrível, sobretudo pela mutilação da imagem.
Boa Sessão!





01 de abril de 2012

True Grit

BluRay – Título nacional: Bravura Indômita
Direção: Henry Hathaway
Elenco: John Wayne, Kim Darby, Glen Campbell, Robert Duvall, Dennis Hopper, Jeremy Slate, John Doucette,
Strother Martin, James Westerfield…
País: EUA
Ano: 1969
Formato de tela: Widescreen 1.78:1
Cor: Colorido
Idioma: Inglês
Audio: Inglês, Português, Espanhol e Francês;
Legendas: Inglês, Português, Espanhol e Francês
Duração: 128 min.
Distribuidora: Paramount Pictures
Extras:
- Comentários de Jeb Rosebrook, Bob Boze Bell, J. Stuart Rosebrook (sem legendas)
- Escrevendo de Verdade (4:27/legendas Pt-Br)
- Trabalhando com Duke (10:14/legendas Pt-Br)
- Aspen Gold: Locações de True Grit  (10:18/legendas Pt-Br)
- A Lei e Os Foras-da-lei
 (5:45/legendas Pt-Br)
- Trailer (sem legendas)

Em 2010, os vencedores do Oscar por No Country for Old Man (Onde os fracos não têm vez) aventuraram-se no western propriamente dito e produziram um remake de True Grit, um clássico do cinema western norte americano. O resultado pode-se dizer que foi satisfatório, mas certamente não descarta essa obra imprescindível do cinema western, estrelada por John Wayne e pela inspiradíssima Kim Darby. Aproveitando, portanto, o embalo do sucesso dos irmãos Coen, a Paramount lançou no Brasil, no ano passado, o Blu Ray da versão de 69, que, diferentemente da versão em DVD, vem com alguns extras e opção de dublagem (embora meio fraca) para aqueles que a preferem.  O filme conta a história de uma intrépida garota que contrata um velho pistoleiro beberrão para ajudá-la a encontrar o assassino de seu pai. É isso mesmo, ajudá-la. Ela faz questão de pessoalmente acompanhar a caçada, o que cria uma parceria incrível entre duas fortíssimas personalidades, além de um belo embate entre gerações. É curioso observar que, conquanto se distanciem em certos aspectos de seu modo de agir, os dois se aproximam por sua determinação inabalável. Wayne ganhou o Oscar por esse trabalho, mas quem dá o show mesmo é a escolhida de última hora, Kim Darby.




15 de novembro de 2011

El Secreto de sus Ojos

BluRay – Título nacional: O Segredo dos Seus Olhos
Direção: Juan José Campanella
Elenco: Ricardo Darín, Soledad Villamil, Pablo Rago, Javier Godino, Guillermo Francella, José Luis Gioia, Carla Quevedo, Bárbara Palladino.
País: Argentina/Espanha
Ano: 2009
Formato de tela: Widescreen 2.35:1
Cor: Colorido
Idioma: Espanhol
Audio: Espanhol 5.1(DTS-HD) e Português 2.0 (Dolby Digital)
Legendas: Português, Inglês
Duração: 129 min
Distribuidora: Europa Filmes

El Secreto de SUS Ojos é um belíssimo filme argentino, em coprodução com a Espanha, e vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro de 2010. Com um orçamento modesto para os padrões atuais, Juan José Campanella conseguiu fazer um filme como há tempos não se via e que nos faz lembrar os anos de ouro do cinema. Podemos dizer que se trata de uma película moderna, mas que evita os clichês característicos de boa parte das produções atuais. O domínio da narrativa é um dos pontos fortes desse excelente longa, que só peca um pouco no quesito efeitos. O “envelhecimento” das personagens é o que mais deixa a desejar, mas nada a que não se possa fazer alguma vista grossa em face de tantas virtudes. A dosagem certa, o equilíbrio entre drama, romance, suspense, ação, além de história, imagens e atuações perfeitas fazem de El Secreto de sus Ojos um filme que não deixa dúvidas sobre a competência e a capacidade criativa de nossos hermanos. Merece mesmo ser visto e degustado lentamente.



12 de outubro de 2011

Rang-e Khoda
DVD – Título nacional: A Cor do Paraíso
Direção: Majid Majidi
Elenco: Mohsen Ramezani, Hossein Mahjoub, Salameh Feyzi...
País: Irã
Ano: 1999
Formato de tela: Widescreen 1.85:1
Cor: Colorido
Idioma: Persa
Audio: Português D.D.2.0/Persa D.D.2.0
Legendas: Português/Inglês/Espanhol
Duração: 86 min
Distribuidora: Europa Filmes


   Após o sucesso de Bacheha-Ye aseman (Filhos do Paraíso), que concorreu ao Oscar de melhor estrangeiro em 1999, Majid Majidi realizou este belo filme, confirmando a especial singularidade do cinema iraniano. Rang-e Khoda conta a história de Mohammad, um menino cego, que é visto como estorvo pelo pai, um obstáculo à realização de seu novo casamento, e, além disso, como um fado, alguém inutilizado para a vida. Mas, com o apoio e o amor de sua avó e de suas irmãs, Mohammad enche de cores, dando forma a seu paraíso.
   Rang-e Khoda é um filme de extrema sensibilidade, que mostra com propriedade ímpar, e com muita beleza, a forma de Mohammad se relacionar com o mundo, com as outras pessoas, e com um sociedade excludente e extremamente conservadora.

   Além de ser um belíssimo filme sobre amor, incompreensão, rejeição..., Rang-e Khoda oferece um pequeno retrato da cultura e dos costumes no país dos Aiatolás. Se você não o viu, não sabe o que está perdendo. Se apresse.




10 de maio de 2011

Oswaldo Montenegro: Intimidade
Tempo: 120 minutos
Formato de tela: widescreen
Ano de Lançamento: 2008
Estúdio: Microservice (Som Livre)



Músicas:


1. Pra Longe do Paranoá
2. Estrada Nova
3. Lume de Estrelas
4. Rasura
5. Vamos Celebrar
6. Mel do Sol
7. Lua e Flor
8. Por Brilho
9. Léo e Bia - Part. Zeca Baleiro
10.   Intuição
11.   Aquela Coisa Toda
12.   A Lista
13.   Sou uma Criança, Não Entendo Nada
14.   Andando e Andando em Copacabana
15.   Bandolins
16.   O Condor

   Este regalo fiquei em dúvida se colocava em “Para ouvir” ou em “Para ver”. Isso porque se trata de um DVD musical. Portanto, não sei se é mais próprio “ouvi-lo enquanto vemo-lo”, ou “vê-lo enquanto escutamo-lo”. Insolúvel caso, porque sua unidade é mesmo não segmentável. Resolvi, por fim, postar aqui, sem uma boa justificativa, apenas porque contém imagens. Mas não são quaisquer imagens. São como um filme em que a plateia é transportada sem defesas ao universo romântico do mavioso trovador.
   Intimidade é o olhar para o horizonte aberto e vislumbrar recônditos que não se supunham, mas que afloram impetuosos, denunciados em cada poro.
   E, como se não bastasse, há ainda entrevistas com Oswaldo e amigos e um retorno a Brasília, onde tudo começou, além da participação de Zeca Balero em “Léo e Bia”.
   Gravado em 2008, quase já não há regato em que se possa garimpá-lo. Portanto, se apresse para não perder essa celebração do amor e da boa música.
   O vídeo abaixo, de “Lume de Estrelas” explica melhor o que eu tentei dizer acima. Não deixe de vê-lo.



 20 de fevereiro de 2011

Nuovo Cinema Paradiso
DVD/Blu-Ray - Título Nacional: Cinema Paradiso
Direção: Giuseppe Tornatore
Elenco: Philippe Noiret, Salvatore Cascio, Marco Leonardi...
País: Itália/França
Ano: 1988
Formato de Tela: Widescreen
Cor: Colorido
Idioma: Português
Audio: Italiano
Legendas: Português
Duração:  123/174 minutos
Distribuidora: Versátil Home Video
Extras (para versão de cinema):
- Depoimento de Rubens Ewald Filho
- Entrevistas especiais
- Conferência de imprensa em Cannes
- Cinema de rua
- Vida e obra de Tornatore 

Cinema Paradiso é um filme de 1988, que narra a história de Totó e de seu amor pelo cinema. Na realidade, mais do que a história de Totó, o filme é uma ode ao cinema e uma elegia às salas tradicionais de exibição, que viviam o início de seu ocaso, substituídas pelas tecnologias emergentes. Esse era o objetivo inicial do diretor Giuseppe Tornatore, mas, mais que isso, ele conseguiu premiar-nos com mais uma obra fabulosa do cinema italiano. Se você é um dos pobres mortais que ainda não viram Cinema Paradiso, dê um jeitinho de vê-lo. No Brasil, há três opções, lançadas pela Versátil: a para o cinema, com cortes, em DVD ou Blu-ray, e a outra, do diretor, apenas em DVD. Essencial para qualquer cinéfilo.




8 de janeiro de 2011

Per un Pugno di Dollari
Blu-ray - Título nacional: Por um Punhado de Dólares
Direção: Sergio Leone
Elenco: Clint Eastwood, Gian Maria Volonté, Marianne Koch…
País: Itália
Ano: 1964
Tela: Widescreen 2.35:1
Cor: Colorido
Idioma: Italiano
Audio: Inglês, Espanhol, Francês.
Legendas: Português BR/PT, Inglês, Francês, Espanhol, Chinês...
Duração: 99 min
Distribuidora: Fox Film
Extras:
- Os Arquivos de Christopher Frayling (18:40/legendas PT-BR)
- Comentário em Áudio/ Christopher Frayling (áudio inglês - sem legendas)
- Um novo tipo de herói (22:54/sem legendas)
- 10 Spots de Rádio (06:00/áudio inglês - sem legendas)
- Clint Eastwood fala sobre as filmagens (08:33/áudio inglês - sem legendas)
- Três amigos relembram Sergio Leone (11:12/sem legendas)
- Monte Hellman discute a transmissão do filme pela TV (06:20/áudio inglês - sem legendas)
- O prólogo, com Harry Dean Stanton (07:44/sem legendas)
- Locações: antes/depois (05:22/áudio inglês - sem legendas)
- Trailer (áudio inglês - sem legendas)

Finalmente foi lançada no Brasil uma edição com boa qualidade do memorável Per um Pugno di Dollari. A melhor edição de que dispúnhamos até então era a da Continental, com a sofrível imagem letterbox, embora com a vantagem da opção de dublagem em português. Na edição Blu-ray, da Fox Film, a imagem é boa, embora tenha algum ruído, proveniente da idade da película, e da ausência de um trabalho impecável de restauração. Mas o pecado mais grave da Fox é o de não oferecer o áudio original em italiano. A quase ausência de legendagem dos extras é outro problema. Parece que a Fox pensa que o Brasil é um país de poliglotas. De qualquer modo, ver essa joia em Blu-ray já é motivo de alegria para os amantes do Italian Western.


20 de dezembro de 2010

Bring Me the Head of Alfredo Garcia
DVD - Título Nacional: Tragam-me a cabeça de Alfredo Garcia
Direção: Sam Peckinpah
Elenco: Warren Oates, Kris Kristofferson, Robert Webber...
País: EUA/México
Ano: 1974
Formato de Tela: Widescreen
Cor: Colorido
Idioma: Inglês/Espanhol
Audio: Inglês/Espanhol
Legendas: Português
Duração: 112 minutos
Distribuidora: Lume Filmes

Obra subestimada do “Poeta maldito de Hollywood”. Filmado no México, em uma produção de baixo orçamento, porém com liberdade criativa para Sam. Deprimente e violento. Realístico e reflexivo. Se você gosta de circuito alternativo, não há o que comentar ou sugerir, mas se você está habituado ao cinema “limpinho” evite-o. É um filme literalmente sujo, com raras cenas de alívio, e que trata dos desencantos da vida, e de como esses, aliados à cobiça humana, podem conduzir ao abismo. Na trama, pianista fracassado sai à caça da cabeça de Alfredo Garcia, que está a prêmio, por esse ter engravidado a filha de um milionário mexicano. Nessa aventura insólita, ele viaja com a cabeça de Alfredo, travando um “diálogo” sentimental e confuso com o homem com quem competia pelo amor de uma prostituta,  para, por fim, encontrar o seu destino.


16 de novembro de 2010

Il Cristo proibito
DVD - Título Nacional: O Cristo Proibido
Direção: Curzio Malaparte
Elenco: Raf Vallone, Rina Morelli, Alain Cuny...
País: Itália
Ano: 1951
Formato de Tela: 1.33:1
Idioma: Italiano
Audio: Italiano(Mono 2.0)
Cor: Preto e branco
Legendas: Português
Duração: 100 minutos
Distribuidora: Platina Filmes

Il Cristo proibito é um belíssimo filme dos anos finais do Neorrealismo italiano, escrito e dirigido por Curzio Malaparte. Aliás, este é o único filme que ele dirigiu. Equilibrado, com diálogos na medida, belas imagens, chocante, mas ao mesmo tempo terno, é imperdível para os amantes do cinema italiano. Conta a história do regresso de um ex-combatente, que, ao voltar para casa, quer, a qualquer custo, vingar o assassinato do irmão, delatado para os nazistas. O que ele não sabe é que essa busca só lhe trará mais sofrimento.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0 Comentários
Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário