Para ouvir

13 de junho de 2015

CD Lá na Terra do Contrário (Pe. Zezinho) 
Esta sugestão vai para os pais que vivem sempre às voltas com a procura de coisas interessantes e instrutivas para seus pequenos. Nesse caso, geralmente, livros e músicas são as principais opções. Nesse perscrutar sempre lembramos grandes artistas, como Cecília Meirelles, de Ou Isto ou Aquilo, ou de Vinícius de Moraes, com a sua sempre evocada A Arca de Noé. Há, como sabemos, entretanto, vários outros bons autores, porém menos citados do que deveriam, e cuja parte, tencionamos, em momento oportuno terá sua ocasião aqui, no nosso sítio. Desses, um nome que a não muita gente ocorre quando o assunto é cultura para crianças, e, seguramente, o do maior nome da música católica do país, é o do Padre Zezinho, que, além da enorme contribuição para os cristãos de mais idade, escreveu para as crianças belas composições, e que não se restringem a mera iniciação catequética, mas têm um alcance muito maior, para cristãos e não-cristãos, podendo ser usadas desde a escola até as festinhas infantis, se assim o desejarem os arrebatados. Trata-se, neste caso, em especial, do CD Lá na Terra do Contrário, que, com temática variada, simplicidade, poesia e diversão, conversa com as criaturinhas de modo a encantá-las com canções, como a que dá título à obra, a divertida A Jiboia ou a dulcíssima e educativa Se Eu Pudesse Voltar a Ser Criança. A versão que tenho é um pouco antiga e já não circula nas lojas, mas você pode encontrar a módicos tostões uma versão ampliada, que acrescenta outro álbum, de teor mais evangelizador, Deus é Bonito.

Abaixo, colocamos um áudio com a canção título.

Não sei se já foi feito, mas acredito que a coletânea mereceria, sem demérito, até um musical (ou, pelo menos, um DVD), para a criançada se esbaldar. E os adultos também.

Se você é católico, cristão ou simplesmente gosta que seus filhos escutem música com conteúdo, essa é uma opção imperdível.




01 de julho de 2012

Brad Paisley

A sugestão de hoje não é a de um álbum em especial de algum cantor ou cantora, mas de algo um pouco mais amplo, o trabalho do cantor americano de country, Brad Paisley.

O Country Music é um gênero muito ouvido em todo o mundo, mas, às vezes, pouco identificado e compreendido. Ao contrário do que se possa pensar, há canções e artistas maravilhosos no gênero, que marca pela reunião de instrumentos de inigualável sonoridade, como a gaita, a rabeca, o banjo e o som impagável da guitarra havaiana. É, por assim dizer, a música caipira dos americanos, e, embora muitas vezes isso seja ignorado, o country influenciou muitos artistas famosos, tanto nos EUA quanto fora dele. Um exemplo importante é o do rei do Rock, Elvis Presley, que tem fortes ligações com o gênero, entre muitos outros. No Brasil, não são poucos os casos, como o de Paula Fernandes e de vários outros artistas, sertanejos ou não. Veja-se, por exemplo, Zé Ramalho, cuja admiração por Bob Dylan fez gravar um cd completo de versões do roqueiro country. Uma de suas canções mais famosas, Entre a Serpente e a Estrela, é, também, uma versão da bela Amarillo By Morning, do famoso cantor country, George Strait.

Para aqueles que queiram se iniciar ou conhecer um pouco mais do gênero, principalmente o pessoal mais jovem, que transita entre o rock e o pop, creio que Paisley seja uma boa sugestão. Ele faz parte da mesma geração que tem renovado o gênero, ao lado de nomes como o da canadense Shania Twain, bem mais conhecida de todos, e sua música tem uma roupagem moderna, mas sem perder de vista as raízes do gênero. Excelente guitarrista, Paisley deixa sua marca com muitos arranjos e solos, executados com muita competência.

Abaixo, disponibilizo um vídeo, de This is Country Music, disponível no Youtube, para você conferir.




22 de abril de 2011

Fagner
CD "Uma Canção no Rádio" - 2009
O cd “Uma Canção no Rádio”,  de Fagner, é um dos poucos lançamentos de qualidade nos últimos anos, na música brasileira. Em 10 canções, Fagner, com sua voz inconfundível, apresenta-nos um trabalho tecnicamente excelente: arranjos bem feitos, execução primorosa e interpretação quase perfeita. A seleção do repertório também não deixa devendo. Transita entre o regionalismo e a crítica social, sem faltar com todo o romantismo tão marcante em sua obra. Embora seja considerado por alguns um cd de músicas inéditas, na realidade, apresenta algumas faixas gravadas anteriormente, n’outras versões,  como “flor do mamulengo”, ou “Me dá meu coração”, de Accioly Neto, gravada pelo grande acordeonista cearense Waldonys, ou, ainda, pelo cantor pernambucano de forró, Santana. É, sem dúvida, um cd que faz frente ao momento pouco produtivo da nossa música.
Abaixo, o vídeo do ensaio da música "Me dá meu coração":


29 de dezembro de 2010


Oswaldo Montenegro
CD “Canções de Amor”- 2010
O último cd lançado por Oswaldo Montenegro é literalmente um convite aos apaixonados. Uma terna homenagem àqueles que ainda acreditam que amar é sublimar-se. Uma elegia capaz de nos transportar na melodia do encontro perfeito entre a voz de Oswaldo e a flauta de Madalena, entre os versos puros e os timbres sofisticados dos poucos instrumentos presentes. O cd tem três composições inéditas, além da releitura de canções românticas consagradas, com novos arranjos, que privilegiam a pureza de cada som, de cada acorde. Indicado pra ouvir a dois, mas curiosamente maravilhoso para ouvir sozinho.
Músicas do cd:
1. Não há segredo nenhum (Oswaldo Montenegro)
2. Sempre não é todo dia (Oswaldo Montenegro e Mongol)

3. Fruta orvalhada (Oswaldo Montenegro)
4. Se puder sem medo (Oswaldo Montenegro)
5. Tempo das águas (Oswaldo Montenegro e Raíque Mackau)

6. Quem havia de dizer (Oswaldo Montenegro)
7. Por descuido ou displicência (Oswaldo Montenegro)
8. Rio descoberto (Oswaldo Montenegro e Raíque Mackau)
9. Em tempo (Oswaldo Montenegro e Raíque Mackau)

10. Paixão de bar (Oswaldo Montenegro)
11. Estrelas (Oswaldo Montenegro) / Bandolins (Oswaldo Montenegro)
12. Por brilho (Oswaldo Montenegro) / Travessuras (Oswaldo Montenegro) / Lua e Flor (Oswaldo Montenegro)


Link:http://www.oswaldomontenegro.com.br/

07 de novembro de 2010


Lia Sophia - CD “Amor Amor”

O novo cd da cantora franco-paraense Lia Sophia é uma releitura da música genuinamente paraense, o brega. Esse é o 3º cd de Lia, que já nos brindou com Livre, seu cd de estreia, e Castelo de Luz. A seleção é criteriosa e trata do tema mais caro ao estilo: o amor. É um cd para os românticos de carteirinha, e que gostam de boa música. Um belo presente para a namorada. Com sua voz macia e seu jeito maroto, Lia dá um tom intimista a esse trabalho e prova que o brega não é tão brega assim. O show, que tive o privilégio de assistir, também está muito bacana.
Para quem não conhece o trabalho de Lia Sophia, vai, abaixo, o link para seu site. Nele, você poderá ouvir as músicas deste e dos outros CDs, e ainda baixar gratuitamente algumas músicas. Ah, se for ao site, sugiro não deixar de ouvir “Boca” do cd Livre. Enfim, Amor Amor não é cd pra conferir, é pra curtir.

Link: http://www.liasophia.com.br/


2 Comentários
Comentários

2 comentários:

Ida Lenir disse...

Concordo com o comentário. Só não sabia que a Lia era francesa...

LeMarc é disse...

Obrigado pelo comentário, Ida. Na verdade a Lia nasceu na Guiana Francesa, cujo gentílico é Guianense. É uma francesa latinoamericana. Uma moça latino americana. Coisas da geopolítica.

Postar um comentário